O Museu

Oficina de Restauração

Oficina de Reparação

Com o objetivo de assegurar umas das principais características do Museu TAM que é restaurar seu próprio acervo – e na medida do possível, manter as aeronaves em condições de vôo –, o Museu mantém uma completa oficina de restauração e reparos, na qual trabalham mecânicos-restauradores que são um misto de ferreiros, eletricistas, marceneiros, mecânicos e relojoeiros habilidosos, coordenados por profissionais com alta capacidade técnica. Juntos, eles dedicam todo o seu tempo à restauração e recuperação das aeronaves do Museu.

A quem espera encontrar primor na organização, ficará decepcionado, pois ali só se trabalha com o que aos olhos despreparados seria tratado como sucata, coisas inúteis. O que faz com que seja muito difícil organizar estas oficinas pela sua vocação.

Os mecânicos ali cultuam um velho ditado que a todo instante é lembrado: "Quem guarda o que não quer, tem o que necessita", pois nada ali pode ser descartado, mesmo que seja um simples parafuso.

A recuperação e manutenção deste acervo passam sempre por dificuldades, pois alguns fabricantes destas aeronaves simplesmente desapareceram há mais de 50 anos e não existe mais nada que relate ou ensine qual a solução de determinados problemas.

Não existe para nós maior satisfação do que ver uma aeronave pronta para o seu primeiro vôo depois de tanto trabalho na sua restauração. É impossível descrever a emoção da retirada do hangar com todos os envolvidos na restauração empurrando a aeronave que fará seu primeiro vôo, como se estivesse viva de novo. Imaginem o que sente seu piloto neste momento.